quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Cordão Fluídico

Conduto energético que liga o perispírito ao corpo físico, quando dos desdobramentos; também denominado de cordão astral, cordão fluídico, cordão de luz, fio de prata, cordão perispirítico. Espécie de , como o nome diz, "cordão" que liga o perispírito e, conseqüentemente, o espírito ao corpo físico.É inprenscindível à vida de relação, por assim dizer, pois assegura a perfeita e pontual realização das funções biológicas vitais durante o período do sono natural, no qual o corpo material fica ligado por tal cordão ao seu espírito, que então se desprende para interagir no mundo espiritual durante o período de entorpecimento dos sentidos que caracteriza o sono.É apresentado, sob vidência, com uma coloração que tende do cinza á prata, por isso seu nome se referir à uma coloração prateada.Denominação essa que não é fundamentalmente espírita e sim um nome genérico.Porém resolví adotá-la aqui para facilitar a identificação.O cordão-de-prata é pré-requisito essencial para a vida orgânica propiamente dita, posto que no momento da morte física ele se rompe.

Nos meios ditos "espiritualistas" há uma discussão sobre os perigos de rompimento desse cordão espontâneamente durante o fenômeno das projeções, como se algo no universo pudesse acontecer "espontaneamente" , isto é, sem o consentimento e conhecimento de Deus.Esse acontecimento é impossível de suceder, a não ser que seja a "hora" do indivíduo desencarnar.É preciso não ser infantil ao se discutir questões espíritas.O "cordão-de-prata" não é feito de material suscetível de atritos e à acontecimentos que possam vir á "rompê-lo".Isso contraria a lógica.Os ditos "espiritualistas" deveriam estudar Kardec e praticar a caridade antes de se aprofundar e perder tempo em discussões inócuas e de cunho pseudo-filosófico-espiritualista que somente os levam de lugar algum para nenhum lugar.