sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Orgulho

Hoje quero falar sobre um mal que corroe nossas almas e nos cobre a visão das coisas maravilhosas da vida terrena e espiritual.
Este mal que falo é o véu do orgulho, este egoismo que parece que cada um tem o que os outros não tem. É o melhor atalho para entrar-mos em sintonia com espíritos que se comprazem no mal e nos fazem esquecer as Divinas palavras de Jesus: Amai uns aos ao outros, pois a cada um destes pequenininhos que ajudas é a mim que fazem.
Este orgulho que falo existe e muito na Doutrina espírita, onde as pessoas ficam equivocadas com o que aprenderam e entram em uma espécie de obsessão pensando que é só o dono da verdade e não aceitam que seus pensamentos sejam comungados por outras pessoas.
Não existe no mundo ninguém melhor do que ninguém, pois sendo Deus justiça e verdade, Ele dá a oportunidade a todos de um dia está no mundo dos bem aventurados. Irmãos queridos, estamos no terceiro milênio e é chegado o momentos de darmos as mãos e transformarmos a nossa sociedade em uma sociedade humanista, onde somos responsáveis pela transição que o planeta terra está passando.
Vamos extinguir este mal que assola a humanidade e atrasa o processo evolutivo dos nossos espíritos.

Antonio Carlos Laranjeira Miranda