quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Notas Sobre o Estado de Saude de Raul Teixeira



Estimados irmãos,
Deus nos abençoe!


Informamos que o médium e conferencista espírita José Raul Teixeira
sofreu um Acidente Vascular Cerebral Agudo Isquêmico no dia 15/11/2011, dentro do avião em que viajava para os EUA onde iniciaria uma série de conferências espíritas.


Logo após o pouso em New York - EUA, Raul Teixeira deu entrada na Unidade de Tratamento Intensivo do Jamaica Hospital Medical Center (8900, Van Wyck Expressway Jamaica, New York, 11418), consciente, com o lado direito do corpo comprometido, comunicando-se com dificuldade, onde iniciou aos primeiros exames e tratamentos.


Realizadas tomografias para detectar as possíveis causas do ocorrido e para traçar diretrizes preventivas de eventos da mesma natureza, foi constatado que o AVC não era o mais agressivo, mas o quadro inspirava cuidados. Os médicos puderam presumir que entre o momento do AVC e a entrada dele ao hospital teriam se passado de cinco a seis horas, o que num caso deste é um problema seríssimo.


No primeiro dia Raul solicitou voltar ao Brasil o mais rápido possível, retorno esse não aconselhado pela equipe médica devido ao seu estado clínico. Confrades espíritas de New York então se fizeram junto dele nos primeiros momentos, e no dia 17/11 chegaram familiares para dar-lhe apoio.


No dia 19/11 ele foi transferido para um hospital mais especializado, e permanecendo no CTI continuou recebendo sessões de fisioterapia intensiva e de fonoaudiologia com melhoras surpreendentes dos movimentos da perna direita e dos dedos, bem como das cordas vocais.


No dia 21/11, quando colocado de pé em um aparelho destinado a exercitar o caminhar, embora apoiado pela fisioterapeuta, caminhou com segurança. O sucesso foi tamanho que os médicos colocaram-no para repetir sem o aparelho. Superando as expectativas caminhou até o quarto,sem se cansar, numa distância aproximada de 60 m.


Os queridos companheiros que o acompanham neste primeiro momento são unânimes em registrar sua capacidade de superar as limitações atuais, a cada instante, contagiando a todos que o cercam. Os médicos estão impressionados com sua rápida evolução, o que nunca presenciaram em trinta anos de trabalho com pacientes de AVC, afirmam eles. Atribuem este acontecimento, não só à sua força de vontade, mas também à fé e às preces de todos.


Contatos continuam compreensivelmente restritos no intuito de preservá-lo em um ambiente calmo, no entanto, Raul pede que oremos, emitindo vibrações de saúde e de paz para todos.


Segue sob os cuidados médicos.


Fábio Caetano da Silva. RJ, 22/11/2011.