segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Uma Homenagem a Um Irmão do Coração

Queridos amigo!

Hoje, 02 de agosto é uma data que agradeço a Deus por ter mandado um ser maravilhoso conviver como meu irmão sanguíneo.
Há quantas vêzes na infância andamos juntos, a pé de bicicleta e na adolesCência e na fase adulta eramos muito unidos e passamos momentos inesquecíveis durante sua jornada na Terra.
Quanta falta senti de dua presença física, aquela palavra de carinho de amor a todos que o redeavam, era incapaz de cometer injustiça.
Como Médico, não tinha hora para atender e não era necessário ter convênio ou dinheiro para prestar seus competentes serviços em prol dos nossos irmãos.
Muitas vezes salvava vidas e essas pessoas nem sequer chegaram a conhecê-lo. Era um ser humano íntegro e praticava a caridade sem ninguém saber, que descobrimos no seu sepultamento ao chegar onibus e onibus a formarem filas de agradecimento pelo seu enorme coração.
Mano, como Eu te chamava, muito obrigado pela lição de vida que nos deixou e tenho certeza que no mundo espíritual estais sempre olhando por nós.
Alma querida, que Deus no seu infinito amor te proporcione forças a cada dia que passa a fim de que o teu maravilhoso espírito possa distribuir as grandezas do mundo celestial a todos necessitados.
Carlos André Laranjeira Miranda, Também te posso chamar de médico dos pobres, onde o teu exercício não enxergava, raça, cor, preconceitos e sim a verdadeira caridade a todos que te procuravam e também ao teu redor com seu maravilhoso exemplo.
Obrigado mais uma vez amado irmão, que a espiritualidade leve o meu abraço carinhoso para o teu coração.
Que Jesus te ampare hoje e sempre!