sexta-feira, 31 de julho de 2009

PERSEVERAR

...perseveremos no bem sobretudo....a estrada provavelmente se nos erigirá lodacenta ou agressiva pelos tropeços e espinhos que apresente ...Perseveremos servindo para transpô-la....o ambiente terá surgido carregado de nuvens, na condensação de injúrias ou incompreensões que nos circundem...Perseveremos ofertando aos outros o melhor de nós em favor dos outros e os outros nos auxiliarão para vencer as sombras e dissipá-las....ansiedades e esperanças nos visitam a alma, transformando-se em obstáculos para a obtenção da alegria que nos propomos alcançar...Perseveremos agindo na prática do bem e, dentro desse exercício salutar de sublimação, surpreenderemos, por fim, a região de acesso às bênçãos que buscamos....as lutas e desafios se nos avolumam na marcha...perseveremos na humildade e na paciência que nos garantirão a segurança e a tranqüilidade das quais não prescindimos para seguir adiante....discórdias e problemas repontam das tarefas a que consagramos as nossas melhores forças...Perseveremos na serenidade e na elevação, dentro dos encargos que nos assinalem a presença onde estivermos, e seremos aqueles ingredientes indispensáveis de união e de paz nos grupos do serviço de que partilhamos atendendo às obrigações que nos competem ao espírito de equipe....filhos, provas e tribulações, pedras e espinhos, conflitos e lágrimas, desarmonias e empeços existirão sempre na estrada que se nos desdobra à visão...no entanto, se é fácil começar o apostolado do amor, é sempre difícil continuar em direção do remate vitorioso....perseverar é o impositivo de que não nos será lícito fugir...Perseverar trabalhando e servindo, entendendo e edificando, aprendendo e redimindo......perseverar sempre de modo a nunca desanimar na construção do bem a fim de merecermos o bem maior.Autor: Bezerra de MenezesPsicografia de Chico Xavier. Livro: Bezerra, Chico e Você.