sábado, 9 de abril de 2011

Aprimora-te Pelo Estudo

Não descures do estudo sistematizado da doutrina espírita, é ele, de fundamental importância para o teu necessário entendimento das Leis Divinas, que o Mestre de Nazaré nos veio ensinar, através de seus exemplos e nas mensagens que nos deixou, registradas pelos evangelistas, e hoje, tão bem retratadas pelo Consolador Prometido, codificado pelo seu competente e dedicado discípulo Allan Kardec.

É, através do estudo, que te credenciarás às novas empreitadas do caminho de todo aquele que de coração se dispõe ao trabalho regenerador na Seara bendita que Jesus oferece a todos os seus fiéis seguidores, pedindo apenas que seja ele alguém com disposição de levar adiante os projetos Superiores de implantação da paz, da concórdia e do amor, nos corações endurecidos e desesperançados de todos quantos ainda se situam na faixa da descrença, do desânimo, ou até mesmo da desconfiança do poder do amor sobre o território fértil do ódio.

Prepara-te, adequadamente, para receber dos prepostos do Mestre de todos nós, as tarefas que te sejam possíveis assumir as responsabilidades de suas execuções, não permitindo que a falsa e perigosa ação do egoísmo e do amor próprio possam te incendiar o ego, exacerbando-te a vaidade, que ainda campeia sem controle no teu fórum íntimo, guardando a necessária vigilância para não te deixar envolver pelas tentações do mundo.

Estuda, trabalha, confia e espera, que, à hora aprazada, quando te encontrares realmente preparado para embates maiores e de mais responsabilidades, teu Mestre te convocará para assumir novas tarefas, na lide do amor ao semelhante, onde terás que despender maiores esforços e dedicação para cumprir os ditames das propostas de trabalho que te chegarão automaticamente.

Lembra-te que a natureza é, exemplar e dedicada professora, com a qual muito temos a aprender, e que precisamos por isso mesmo, alargar nosso limitado campo de observação, para captar suas mensagens, de paciência e respeito às Leis naturais, dando-nos a insuperável lição de que tudo tem seu tempo e sua época apropriada, e que a experiência e a maturidade são conquistas que demandam tempo, ação, disciplina e coragem.




Autor: José Francisco Costa Rebouças