quarta-feira, 27 de abril de 2011

Por Nossa Conta e Risco...

UMA CONTRIBUIÇÃO DO NOSSO IRMÃO IVANILDO

Quando falamos, a partir deste momento tudo corre por nossa conta e risco.
A lei de causa e efeito, nos confirma que a semeadura é livre, porém a colheita é obrigatória.
Nunca nos esqueçamos que tudo podemos, porém nem tudo nos convém.
A pedra atirada ou a palavra proferida não tem volta, portanto pensemos antes de falar.
Vasos quebrados ficam sempre difíceis de ser reconstituídos.
Devemos estar atentos para não utilizarmos da maledicência, principalmente,
com aqueles que não merecem, e serem execrados por nossas punições injustas...
Também estamos aqui na Terra, pois também somos devedores,
e precisamos da indulgencia da Providencia Divina, para perdoar os nossos erros.
Quando estivermos com dor ou raiva, jamais deveremos tomar qualquer atitude,
pois invariavelmente, sempre tomamos atitudes erradas, que nos complicarão mais tarde.
Não adianta nos momentos de insensatez, termos condutas impróprias,
e ficarmos depois pedindo perdão, pois isto não reverterá o que foi falado.
É preciso que antes de agirmos, pensar o que nossa atitude poderá causar a nós e aos outros.
Antes de falarmos qualquer coisa, por menor que seja, devemos encher nossa boca de água,
para conter o veneno que poderemos destilar, e que poderá envenenar a nós próprios..
Ledo engano achar que os Amigos Espirituais vão ser coniventes com nossas atitudes intempestivas,
e apoiar as medidas que tomamos erradamente, sem que antes
venhamos a sofrer as consequencias e pagar pelos erros que praticamos.
Quando nossa cabeça não pensa antes, fatalmente nosso corpo padecerá mais tarde..
Nossa consciência sempre nos cobrará, e ninguém responderá por nossas atitudes..
Lembremo-nos que devemos nos preparar sempre, para enfrentarmos situações difíceis,
quando não aproveitamos as oportunidades que nos foram dadas, e nunca esquecer,
que tudo que falamos, sempre corre exclusivamente por nossa conta e risco.